Cinco dicas para cuidar da sua saúde no home office

Cinco dicas para cuidar da sua saúde no home office

 

Trabalhar em casa exige os mesmo cuidados que o trabalho em um escritório. Para evitar problemas do saúde, como dores nas costas, tendinite e dores de cabeça, é importante dar atenção à ergonomia no home office. Confira 5 dicas para cuidar bem de sua saúde no trabalho remoto.

1. Dê atenção à altura e à distância dos utensílios

A cadeira deve permitir que seus joelhos e quadris fiquem em um ângulo de 90º. Os pés precisam encostar no chão. Caso não alcance, um pequeno apoio pode ser interessante. A coxa, por sua vez, precisa estar totalmente apoiada no assento.

A altura da mesa também é importante, mas ela vai variar de acordo com a estatura da pessoa. Para alguém de 1,60 m, a altura de 65 cm é a indicada. Quem mede por volta de 1,75 m, pode usar uma mesa com altura de 70 cm.
Caso haja a utilização de notebook, um suporte é necessário na maioria das vezes. Verifique se o monitor está a uma distância de 50 cm a 75 cm dos olhos e a uma inclinação de 10º a 20º em relação à mesa para assim prevenir a vista cansada.

2. Invista em conforto

Os móveis também precisam ser confortáveis. Nessa questão, a cadeira é o principal alvo. Evite estofados quentes e pesados, pois, além de aumentarem a sensação de calor, o suor incomoda bastante. Algodão, lucra e nylon costumam ser bem-vindos. Verificar se a cadeira é aprovada pelo laudo NR 17, é um ótimo começo. Além disso, pense na limpeza, pois ela precisa ser fácil para evitar o acúmulo de poeira e de ácaros.

3. Tenha apoio para costas, cotovelos e pescoço

Ao se sentar, suas costas devem ficar eretas e com total apoio no encosto. O ideal é que a cadeira tenha apoio para os antebraços, com regulagem na altura, pois, caso contrário, o punho ficará tensionado podendo ocasionar dores até em outras musculaturas, como nuca ou ombros.

Um apoio para pescoço também é indicado, pois ajuda a relaxar a cabeça e a afastar torcicolos. Almofadas ergonômicas para cervical podem servir, caso a cadeira não tenha esse tipo de encosto.

4. Busque ambientes bem iluminados, ventilados e sem barulho

Além da postura corporal e a altura de móveis e materiais, alguns fatores do ambiente também podem ser negativos à produtividade. A boa iluminação deve ser garantida de modo que não haja sombra no monitor, e tampouco incomode seus olhos.

A ventilação traz conforto e ajuda a renovar o ar. Locais com janelas são os melhores, mas na falta delas, o ventilador e o ar-condicionado são bons substitutos. Procure uma temperatura que deixe tudo mais aconchegante.
Determinados ruídos tendem a perturbar e a irritar, dificultando a concentração. Dependendo da situação, isso deixa a mente ainda mais cansada e predispõe à dor de cabeça no final do dia. Se tiver família e crianças em casa, vale a pena tentar conversar, estabelecer limites e fazer acordos. Em situações incontroláveis, um protetor auricular cabe muito bem. Playlists com sons de chuva ou mar também são boas opções.

5. Faça pausas e alongamentos

Horas na mesma posição fazem mal para a circulação sanguínea e para a musculatura. A dica para melhorar a ergonomia no home office, então, é fazer pequenas pausas e alongamentos. O ideal é estabelecer um tempo de até 2 horas no seu timesheet. Após isso, levante-se, faça uma caminhada até a cozinha ou sala e inclua alguns alongamentos para braços, costas e pernas.

Para quem trabalha muito com dedos e mãos, como trabalhos de digitação e redação, é indicado alongar a musculatura desses membros também. Bolinhas terapêuticas são a salvação e ainda ajudam a relaxar a mente.
Nos momentos de pausa, aproveite também para descansar a vista. Por uns minutos, foque em um ponto bem distante, que pode ser do lado de fora ou de dentro de casa.

Arte: PUCRS


Fonte: Rockcontent e PUCRS

Compartilhe nas Redes Sociais...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
× Como posso te ajudar?